Afinal, Por Que As Mulheres Fingem Orgasmo?

mulheres-de-verdade
Sem Título-3

É fato que, mesmo em pleno século XXI muitas mulheres ainda fingem sentir prazer com seu parceiros, ou seja, fazem de conta que atingiram o máximo do tesão como uma forma de que o sexo termine logo ou simplesmente para satisfazer o parceiro.

Um estudo divulgado nos EUA chamado de “A escala de fingir orgasmo para mulheres: propriedades psicométricas”, revelou que muitas mulheres fingem orgasmo para melhorar a sua própria experiência.

Segundo os autores, fingir um orgasmo pode fazer a experiência da mulher mais agradável e isso pode refletir no relacionamento potencializando o prazer sexual em vez de ser apenas uma forma de atuação para fingir agradar o parceiro ou parceira.

mulheres-de-verdade

Leia Também:

Saiba Como Conquistar e Seduzir Um Homem De Uma Forma Simples e Eficiente

5 Elogios Que Vão Fazer o Seu Parceiro Cair Aos Seus Pés

Descoberta! O Sexo Não Significa Nada Para o Homem Se Ele Tem Essas Atitudes…

Um outro estudo para assumir que o fato das mulheres fingirem orgasmo é verdade, foi pela Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, apontou que 68% das mulheres já simularam o clímax. A pressão para chegar ao orgasmo logo, já que o do parceiro era iminente, e o desejo de não ferir os sentimentos do outro foram as razões mais citadas pelas entrevistadas.

Para melhorar a sua ideia sobre os reais motivos que fazem as mulheres fingirem o orgasmo, veja os depoimentos de mulheres que revelaram o porque tomaram a decisão de “enganar” seus parceiros:

Depoimento de uma designer, 23 anos

“Não consigo nem contar quantas vezes já fingi. Costumo mostrar quando está ruim, tipo ‘cara, melhora aí’, mas tem gente que não entende mesmo [como fazer uma mulher atingir o orgasmo] e daí eu finjo. Acontecia muito quando era mais nova. Preferia que terminasse logo para comer bolo de chocolate.”

Depoimento de uma professora, 25 anos

“Quando era adolescente, namorava uma menina e fingia sempre. Era completamente apaixonada, mas ela era ruim demais na cama. Fingia para não magoar, sabe? Quando eu não fingia, ela se frustrava. Quando terminamos, ela se sentiu por cima e falava para todo mundo que eu ia sentir falta dela e voltar por conta do sexo.”

Depoimento de uma diretora de arte, 26 anos

“Tem cara que faz questão de fazer você gozar todas as vezes e eu não gozo fácil. Então finjo por isso. Há horas que não estou a fim de gozar. O meu orgasmo é intenso e fico cansada. Também não faço questão de gozar sempre. Já tive transas bem ruins em que gozei. Teve transas incríveis em que não gozei. Não acho que gozar ou não é o que faz uma transa ser boa. Não vejo esse problemão que todo mundo vê em não gozar.”

Depoimento de uma mulher que atua em Relações Públicas, 30 anos

“Nunca fingi, por muitos motivos. Se está ruim, o cara tem de saber. Porque, às vezes, o durante é bom, independentemente de orgasmo. E, quando o cara está todo esforçado e sinto que naquele dia não vou chegar lá, simplesmente aviso… Acontece!”

Depoimento de uma bióloga, 32 anos

“Já fingi tanto em relacionamentos estáveis quanto em casuais. Nas relações fixas, acontecia de fazer sexo pela obrigação de ter uma vida sexual ativa. Outras vezes, porque nem sempre a cabeça estava totalmente no momento. Em outras, o relacionamento estava em crise, e não gozar seria mais uma coisa a ser discutida. Dá um pouco de preguiça. No sexo casual, nem sempre o parceiro é compatível com a sua química ou com a pegada desejada no momento. Uma vez, esperei o cara vir do Uruguai para cá, lindo, viaja o mundo, faz um trabalho que admiro. Tudo perfeito, mas a química não rolou. Quando percebi que não ia gozar, senti uma vontade imensa de acabar logo com aquilo. Homem acaba não se ligando nisso, a gente goza –ou finge–, e eles gozam na sequência. Com mulheres é mais difícil fingir, mesmo porque a nossa lubrificação é essencial e bem perceptível. Rola muito de não gozar e tudo bem, falamos sobre ou não, depende muito do nível de intimidade.”

Depoimento de uma Educadora física, 35 anos

“Já fingi com parceiros que eu queria agradar, mas não que não me faziam gozar. Eram pessoas com quem eu tinha menos envolvimento emocional. Com outros, também expliquei que não são todas as vezes que gozo e que tudo bem. Para mim, vale o conjunto das sensações, desde a sedução, os beijos. São formas de prazer válidas. Mas essa é uma conversa que frustra os homens.”

Depoimento de uma Gerente de projetos, 42 anos

“Na adolescência, fingia atingir o orgasmo por insegurança de dizer o que gostava. Já adulta, fingi por não conseguir desligar a cabeça e relaxar. Atualmente, com o meu marido, não finjo. Se não rola de gozar, tudo bem, mas, normalmente, só não acontece de chegar lá em rapidinhas.”

A conclusão da pesquisa mostrou que os fatos que mais ocorrem para que uma mulher finja um orgasmo são por conta da preocupação com o que o parceiro está sentindo, para evitar reações negativas associadas à experiência, para dar fim à transa ou aumentar o clima de excitação tanto dela quanto da relação que está acontecendo.

Gostou Desse Artigo?

Então veja esse vídeo e descubra como deixar um homem sexualmente louco por você, sem sequer tocá-lo!! 

Curta e Compartilhe Com Suas Amigas! Elas Vão Adorar!

Deixe seu comentário!